21 de jun de 2009

[BioTecnology] Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil










Durante o evento Quatro Rodas Experience 2009, a empresa Elec Trip mostrou uma das duas unidades do pequeno carro elétrico Reva.

O modelo é fabricado na Índia e tem uma proposta totalmente urbana e ecológica. Mas, isto tem um preço alto aqui no Brasil.

Cada modelo custa cerca de R$70 mil ou US$35 mil. Isso é devido aos altos impostos cobrados no Brasil, entre eles a taxa de importação de 35%.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 2 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

De tamanho bem reduzido, o Reva foi feito para levar dois adultos e duas crianças. Seu espaço interno é bem reduzido e o acabamento é o mais básico possível.

Seu motor elétrico garante um desempenho de até 80 km/h e autonomia de 80 km. Mas, esta autonomia pode diminuir de acordo com o estilo de dirigir do motorista.

O desempenho foca em uma velocidade urbana, algo em torno de 60 km/h, o que garante boas margens de economia de energia.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 3 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

Falando em desempenho, o modelo consegue subir trechos íngremes, bastando acionar a posição B (Boost) no botão que comanda as “marchas” no painel.

Este recurso oferece 40% a mais de potência para o Reva vencer a ladeira. Com um desempenho razoável para o trânsito pesado, torna-se uma boa alternativa.

As baterias do Reva são do tipo chumbo-ácido e podem ser recarregadas em tomadas de 110V ou 220V. O tempo de recarga de 80% dura 2,5 horas e 100% em 8 horas. Elas não têm efeito memória e o Reva vem com um prático medidor do nível de água das baterias.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 4 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

O modelo também já vem com cabo para recarga elétrica. Extremamente silencioso, o Reva emite muito pouco ruído. Não dá para perceber que quando ele está ligado.

Os pneus 145/70 são finos, diminuindo a transferência de ruídos do piso para o interior. A carroceria parece muito leve, as portas possuem janelas corrediças, lembrando o antigo Gurgel BR800.

Os bancos também são simples e oferecem algum conforto. Com 2,63 metros de comprimento, 1,32 de largura e 1,51 de altura, o Reva parece caber em qualquer lugar.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 5 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

Na parte traseira, há um pequeno banco que pode ser rebatido, além do vidro traseiro que possui comando remoto para abertura, junto à porta do motorista.

A área envidraçada é bem grande, garantindo total visão para quase todos os lados, principalmente na parte traseira do veículo.

O painel é simples, contando com velocímetro, marcador de nível de carga elétrica e pedômetro digital. Duas saídas de ventilação, controles de ventilação e desembaçador traseiro.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 6 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

Há ainda o botão que seleciona as posições de marcha para frente (D), ré (R), neutro (N) e Bosst (B). A versão exposta ainda tinha som com CD e MP3.

Um aviso sonoro informa o motorista para economizar energia durante o percurso e há um indicador de tempo restante de carga.

O Reva pode ser equipado com vários itens adicionais, como ar condicionado, bancos em couro, aquecimento dos bancos e trava das portas com controle remoto.

reva mais detalhes do eletrico indiano vendido no brasil 7 Reva: Mais detalhes do elétrico indiano vendido no Brasil

Segundo a empresa, o modelo é de 4 a 6 vezes mais econômico que um modelo 1.0 a gasolina. Essa economia depende do modo de dirigir e do custo do kW/h na região onde é recarregado.

Em alguns Esta

Durante o evento Quatro Rodas Experience 2009, a empresa Elec Trip mostrou uma das duas unidades do pequeno carro elétrico Reva.

O modelo é fabricado na Índia e tem uma proposta totalmente urbana e ecológica. Mas, isto tem um preço alto aqui no Brasil.

Cada modelo custa cerca de R$70 mil ou US$35 mil. Isso é devido aos altos impostos cobrados no Brasil, entre eles a taxa de importação de 35%.

De tamanho bem reduzido, o Reva foi feito para levar dois adultos e duas crianças. Seu espaço interno é bem reduzido e o acabamento é o mais básico possível.

Seu motor elétrico garante um desempenho de até 80 km/h e autonomia de 80 km. Mas, esta autonomia pode diminuir de acordo com o estilo de dirigir do motorista.

O desempenho foca em uma velocidade urbana, algo em torno de 60 km/h, o que garante boas margens de economia de energia.

Falando em desempenho, o modelo consegue subir trechos íngremes, bastando acionar a posição B (Boost) no botão que comanda as “marchas” no painel.

Este recurso oferece 40% a mais de potência para o Reva vencer a ladeira. Com um desempenho razoável para o trânsito pesado, torna-se uma boa alternativa.

As baterias do Reva são do tipo chumbo-ácido e podem ser recarregadas em tomadas de 110V ou 220V. O tempo de recarga de 80% dura 2,5 horas e 100% em 8 horas. Elas não têm efeito memória e o Reva vem com um prático medidor do nível de água das baterias.

O modelo também já vem com cabo para recarga elétrica. Extremamente silencioso, o Reva emite muito pouco ruído. Não dá para perceber que quando ele está ligado.

Os pneus 145/70 são finos, diminuindo a transferência de ruídos do piso para o interior. A carroceria parece muito leve, as portas possuem janelas corrediças, lembrando o antigo Gurgel BR800.

Os bancos também são simples e oferecem algum conforto. Com 2,63 metros de comprimento, 1,32 de largura e 1,51 de altura, o Reva parece caber em qualquer lugar.

Na parte traseira, há um pequeno banco que pode ser rebatido, além do vidro traseiro que possui comando remoto para abertura, junto à porta do motorista.

A área envidraçada é bem grande, garantindo total visão para quase todos os lados, principalmente na parte traseira do veículo.

O painel é simples, contando com velocímetro, marcador de nível de carga elétrica e pedômetro digital. Duas saídas de ventilação, controles de ventilação e desembaçador traseiro.

Há ainda o botão que seleciona as posições de marcha para frente (D), ré (R), neutro (N) e Bosst (B). A versão exposta ainda tinha som com CD e MP3.

Um aviso sonoro informa o motorista para economizar energia durante o percurso e há um indicador de tempo restante de carga.

O Reva pode ser equipado com vários itens adicionais, como ar condicionado, bancos em couro, aquecimento dos bancos e trava das portas com controle remoto.

Segundo a empresa, o modelo é de 4 a 6 vezes mais econômico que um modelo 1.0 a gasolina. Essa economia depende do modo de dirigir e do custo do kW/h na região onde é recarregado.

Em alguns Estados, como o Rio Grande do Sul, há isenção de IPVA para veículos elétricos. Outros Estados taxam entre 1% e 4% o valor do IPVA.

A empresa que está negociando com o governo paulista, incentivos fiscais para poder produzir e vender o Reva no Estado.

A expectativa da empresa é de começar as operações em seis meses, mas isto vai depender exatamente das negociações locais.

Segundo cálculos da Elec Trip, o Reva pode custar R$40 mil caso obtenha os incentivos fiscais. O modelo também está isento do rodízio de veículos na capital paulista.

Recentemente, o governo federal anuncia que quer colocar em prática um programa nacional para o carro elétrico. Nesse sentido, o Reva pode levar alguma vantagem para ser fabricado no Brasil. Vamos aguardar.

Fonte: Victor Levy – Elec Trip.
[Noticias Automotivas]